Programa de Atenção ao Idoso (PAI) promove atividades, palestras, convívio social e proporciona saúde e bem-estar aos idosos

Iamspe comemora 18 anos do Programa de Atenção ao Idoso (PAI)

Cuidar dos mais velhos vai além de acompanhá-los ao médico, marcar consultas e monitorar a medicação. Incentivar a prática de atividades físicas e o contínuo aprendizado ajuda a cuidar do corpo e melhorar a saúde mental.

Foto de arquivo registrada antes da pandemia da Covid-19

O Programa de Atenção ao Idoso “Mário Covas” (PAI) foi inaugurado em 8 de junho de 2002 pelo Hospital do Servidor Público Estadual de São Paulo (HSPE/FMO), na época dirigido pela Dra. Gilka Barbosa Lima Nery. Desde então, seus usuários, todos com 60 anos ou mais, participam de diversas atividades como: musculação, alongamento, lian gong, dança, canto, teatro, oficina de smartphone, informática, artesanato, entre outros. O Programa conta com 18 voluntários, a grande maioria professores aposentados e funcionários do Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (Iamspe).

Atualmente, atende 216 idosos, sendo 181 mulheres e 35 homens, com idade média de 75 anos. Segundo a Dra. Gilka, coordenadora do PAI, as ações têm como objetivo a promoção e prevenção de saúde, lazer e convívio social. “Nesta etapa da vida, o idoso precisa permanecer ativo e socializar com outras pessoas. Ao se sentir sozinho corre o risco de desenvolver depressão”, destaca.

Para aderir ao Programa, o idoso passa por consulta no Serviço de Medicina e Exercício do Esporte onde é avaliado e indicado o tipo de atividade física que poderá realizar. Na consulta do PAI são aplicados testes que avaliam a parte funcional, nutricional e cognitiva (IVCF-20 e Minimental). “As comorbidades são tratadas pelas diferentes especialidades do HSPE”, informa a coordenadora do Programa.

Palestras Educativas
Orientar e conscientizar os idosos sobre suas patologias crônicas também fazem parte das atribuições do PAI. “Entendemos que além das atividades é nossa missão levar conhecimento aos nossos usuários. Sendo assim, organizamos palestras temáticas sobre diabetes, hipertensão, artrose e outros”, informa Dra. Gilka.

Pandemia da Covid-19
O atendimento presencial durante a pandemia foi cancelado, mas os usuários continuam sendo monitorados por funcionários, professores e pela própria coordenadora do PAI, com ligações semanais e envio de atividades físicas e de entretenimento via aplicativos de mensagens.

Foto de arquivo registrada antes da pandemia da Covid-19
Foto de arquivo registrada antes da pandemia da Covid-19
Foto de arquivo registrada antes da pandemia da Covid-19
Foto de arquivo registrada antes da pandemia da Covid-19