Sintomas

Especialista do HSPE fala sobre sintomas comuns entre Dengue, Zika, Chikungunya e Covid-19

O aumento das temperaturas na primavera e no verão no Brasil é, tradicionalmente, acompanhado pelo crescimento no número de insetos que transmitem doenças como chikungunya, dengue, febre amarela e zika, motivo de alerta na área da Saúde. Neste ano, por conta do Coronavírus, a preocupação com um diagnóstico rápido e correto é maior, considerando que as citadas patologias apresentam sintomas comuns, alerta a médica infectologista do HSPE Andrea Almeida. 

Os sintomas de doenças causadas por picadas de inseto, como dengue, chikungunya, zika e febre amarela, incluem febre e dores no corpo, sinais que também podem aparecer em portadores de Covid-19. Nenhuma doença transmitida por insetos, entretanto, provoca insuficiência respiratória aguda como o Coronavírus.    

A questão é que a Covid 19 é uma doença com espectro clinico amplo. As pessoas podem ser totalmente assintomáticas ou apresentar sintomas leves de febre, dores de cabeça e no corpo, mas também ter quadro respiratório agudo. “O fato de um paciente apresentar ou não sintomas respiratórios não descarta a possibilidade de contaminação por coronavírus. Isso exige mais cuidados na hora do diagnóstico para não tratar de uma doença no lugar de outra”, explica Andrea Almeida   

A infectologista também falou sobre o risco de uma pessoa pegar duas vezes a mesma doença. “Só quem já teve zika ou chikungunya não corre o risco de pegar a doença de novo. Entretanto, quem já teve dengue ou febre amarela e – provavelmente o coronavírus-, pode ser reinfectado e voltar a ter a doença”, acrescenta a médica.  

No combate às doenças provocadas por mosquito, destacam-se o uso de repelentes, mosqueteiros ou mesmo usar roupas que cubram a maior parte do corpo, na falta de outras proteções. Já atitudes como manter a higiene das mãos – lavagem com água ou sabão ou uso de álcool gel 70%, usar máscara e respeitar o distanciamento de 1,5m de outras pessoas, ajudam a reduzir o risco de contaminação pelo Coronavírus.   

A médica lembra que embora não transmitida por insetos- e sim pelas águas contaminadas das chuvas de verão, a leptospirose também apresenta sintomas como febre e dores no corpo e podem levar a diagnósticos equivocados.  

Para todos os casos os bons hábitos ajudam a manter a saúde como beber bastante água para a hidratação do corpo, não fumar, nunca esquecer a medicação de rotina e praticar exercícios adequados para a idade, respeitando limitações se a pessoa tiver doenças que restrinjam atividade física.