Secretario falou com representantes de vários setores do Iamspe

Rodrigo Garcia, vice-governador e secretário de Governo,  visita Iamspe 

O vice-governador e secretário de Governo, Rodrigo Garcia, visitou o Iamspe nesta terça-feira, 2 de abril. Durante aproximadamente uma hora, ele conversou com médicos do Hospital do Servidor Público Estadual, representantes de vários setores do Iamspe e também com integrantes da Comissão Mista do Iamspe, composta por membros de associações, inclusive a de funcionários do Iamspe, e sindicatos, como o Sindsaúde.

Garcia também visitou, junto com o Superintendente do Iamspe, Wilson Pollara, as obras de outra ala do Pronto-Socorro, que deve ser inaugurado ainda neste mês e priorizará o pronto atendimento dos usuários, reduzindo a demanda e racionalizando o atendimento de especialidades de alta complexidade.

O secretário fez uma explanação da situação do Governo que conta neste ano com o menor orçamento da sua história recente. “Neste primeiro semestre, estamos tomando iniciativas para enxugar os custos da máquina pública e viabilizar condições para aumento no percentual de investimentos previstos no orçamento deste ano, que até agora é de apenas 3%.”

Ele destacou a importância do papel do Iamspe, inclusive como fator de valorização dos servidores públicos estaduais. O secretário afirmou ainda que a abertura de concurso, reivindicação colocada pelos médicos no encontro, foi tema de uma das primeiras reuniões que teve com o superintendente do Iamspe, mas que, primeiro é preciso ter diretrizes claras para tomar as atitudes certas. “Espero que este esforço que estamos fazendo apareça logo” e tenhamos mais recursos para investir.

Após ouvir do superintendente do Iamspe e do chefe de gabinete Cid Pimentel uma breve explanação sobre as ações diferenciadas adotadas neste início de Gestão para melhorar o atendimento ao usuário e também a manifestação do corpo clínico do HSPE de que a situação hoje é de esperança após tantos anos de dificuldades, o secretário afirmou que “o que estiver ao meu alcance, vou fazer”.

Na reunião com a CCM, o secretário ouviu, entre outras reivindicações, o pedido para que o Governo contribua paritariamente para a sustentabilidade do Iamspe, recolhendo o equivalente aos 2% da contribuição paga pelo usuário.

A nova Lei do Iamspe, em tramitação na Assembleia Legislativa, foi  outro tema da conversa. O secretário disse que o Governo avalia que a nova lei permitirá resolver vários problemas do Iamspe, mas que ainda é preciso analisar vários pontos. Garcia disse ainda que quando se trata de discutir o futuro do Iamspe é preciso separar a ilusão da esperança e destacou a importância do diálogo. “E o Pollara é o mediador deste diálogo”, finalizou.