1º Congresso Internacional do Idoso - 2011

Realizado entre os dias 7 e 9 de julho de 2011, o 1º Congresso Internacional “A Saúde do Idoso” marcou o aniversário de 50 anos do Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), inaugurado em 9 de julho de 1961, e reuniu aproximadamente 500 profissionais da área da saúde de várias partes do País e do exterior.

O evento teve como destaque a participação de personalidades do cenário internacional como o médico Alexandre Kalache, conhecido por sua atuação como consultor da Organização Mundial de Saúde, da consultora Jane Barrat, da International Federation on Ageing, do Canadá, do médico brasileiro paliativista Henrique Parsons, do Departamento de Cuidados Paliativos do MD Anderson Center, Texas; do Dr. Daniel Mendelson, diretor do Centro de Fratura Geriátrica do Highland Hospital, da Universidade de Rochester, e o Dr. Laurent Hannoun, da Universidade de Paris, que falou sobre os cuidados da cirurgia em pacientes idosos.

Durante os três dias do evento, renomados médicos do Brasil, como Angelita Habr Gama e Alberto Goldemberg, ambos da Universidade de São Paulo, Ricardo Botelho e Reginaldo Guedes, do HSPE, e também do exterior discutiram como oferecer atendimento médico de qualidade aos idosos, apresentaram dados sobre essa população, além de informações sobre tratamentos e técnicas de cirurgia usadas neste segmento.

A necessidade de a sociedade, seja por meio de entidades públicas ou privadas, desenvolver políticas universais voltadas para o envelhecimento da população foi outro tema de destaque no Congresso. A importância do tema cresce principalmente no Brasil, país que, ao contrário do resto do mundo, está envelhecendo antes de enriquecer. 

O encerramento do evento, que contou com a presença do Governador Geraldo Alckmin, foi marcado pelo lançamento da ideia de transformar o Hospital do Servidor Público Estadual em um dos principais “Hospital Amigo do Idoso” da América Latina.  Desde a realização do 1º Congresso Internacional do Iamspe, os profissionais do HSPE avançaram no desenvolvimento de novas técnicas para tratamento de idoso, aprimoraram as condições de acolhimento, adotaram equipamentos diferenciados para esta faixa etária, tendo já obtido o selo inicial de “Hospital Amigo do Idoso”, o primeiro passo até o selo Pleno concedido aos hospitais cujas iniciativas privilegiam a terceira idade.